Ambrósio da Cruz Viana, Advogado

Ambrósio da Cruz Viana

Goiânia (GO)
2seguidores2seguindo
Entrar em contato

Comentários

(69)
Ambrósio da Cruz Viana, Advogado
Ambrósio da Cruz Viana
Comentário · ontem
Nobre colega Dr. Maico Volkmer.

Há fundamentos na sua manifestação. Muitos advogados iniciantes serão contra, porém, o problema maior está no capitalismo perverso que domina o universo terráqueo de forma cruel, impiedosa e escravocrata.
Se o advogado resolve trabalhar por conta própria encontra pela frente a celeridade do poder judiciário, além de outras barreiras quase intransponíveis, na forma de uma verdadeira montanha superior em altura ao Evereste, com temperatura acima de 60º, ou seja: advogar contra o poder econômico representado por banco$ e empresa$ poderosa$ num cenário onde e$$a$ entidade$ $ão a lei e o direito.
Para não alongar, peço venia para citar um simples caso: uma ação de indenização contra o Banco ABN AMRO S/A que não tinha procuração nos autos (ação nº 069429-17.1996.8.09.0051/TJGO). Valor inicial da ação R$80.000,00. Valor da condenação em primeiro grau: R$10.000,00. Decisão em 2º grau: ação julgada improcedente. Recurso especial nº 450.282/GO - redução da condenação para R$4.000,00 (alegação: para que o autor não se enriquecesse sem causa). No STJ, mesmo com uma certidão da Divisão de Recursos Constitucionais do TJGO juntada nos autos, o ministro Aldir Passarinho Júnior não considerou como sendo um documento dotado de fé pública e manteve a condenação no valor de 4.000,00. Demorou 24 (vinte e quatro) anos para o banco Santander, representante do ativo e passivo do ABN no Brasil pagar a dívida com sentença transitada em julgado quase bisavó dos filhos do autor, cujo valor atingiu R$46.000,00, incluindo honorários advocatícios (10%).
Moral da história: o advogado para sobreviver com um mínimo possível de dignidade profissional precisa ter centenas de processos judiciais em andamento, porque o "tempo judicial" representa o fracasso de muitos que professam a advocacia, a maior de todas as profissões no mundo civilizado.
Por isso, em todas as minhas petições e recursos acrescento esse princípio: Pereat mundus, fiat justitia!

Fraternalmente,

Ambrósio da Cruz Viana
Goiânia - GO.
Ambrósio da Cruz Viana, Advogado
Ambrósio da Cruz Viana
Comentário · há 16 dias
Os gravíssimos problemas brasileiros é porque tem muito cacique para poucos índios. No Brasil sobram leis, decretos e medidas provisórias que tanto nos poderes legislativo e judiciário, quanto no poder executivo, se digladiam como se fossem inimigos numa guerra sem fronteiras e todos, ao mesmo tempo desrespeitam as leis, notadamente a Constituição Federal. Um país sob tais condições difusas e antagônicas nada dá certo. O ativismo em legislar da Suprema Corte em substituição ao Congresso Nacional impede o funcionamento do poder Executivo e a Constituição Federal fica sendo uma lei com 3 letras escritas em qualquer papel descartável e reciclável, cujo valor está na balança. Exemplo? A Contituicao norte-americana foi promulgada em 1791 e tem apenas 27 emendas, enquanto a Constituição Federal de 1988 tem mais de 100 emendas, sendo a primeira emenda para aumentar salário de políticos. Tinha razão o general Charles De Gaule quando disse que o "Brasil não era um país serio".

Perfis que segue

(2)
Carregando

Seguidores

(2)
Carregando

Tópicos de interesse

Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Goiânia (GO)

Carregando

Ambrósio da Cruz Viana

Entrar em contato